10 sep. 2009

Preview Essen 2009: LAST TRAIN TO WENSLEYDALE (M. Wallace)



Autor: Martin Wallace
Editorial: Warfrog
Duración: 60 minutos
Tema: Trenes
Mecánica(s): manejo de recursos, transporte de cubos
Número de jugadores: 3-4
Reglas: http://www.boardgamegeek.com/file/download/4d3pzqpn5s/LT_rules_vis2_72dpi.pdf



Last Train To Wensleydale | Board Game | BoardGameGeek
"Juego de trenes situado en Yorkshire Dales. El objetivo es mover piedras, queso y pasajeros desde Dales hacia las principales rutas secundarias servidas por la North Eastern Railway y la Midland Steam.

Los valles juegan un rol importante determinando dónde puedes construir un tramo. Una vez que hayas construido una línea debes adquirir máquinas de segunda mano y material rodante para trasladar bienes y pasajeros a los cuales estas conectado. Esa linea rápidamente será poco redituable y vale la pena asumir el control de una de las dos mayores compañías.



La construcción de tramos puede ser una labor mas difícil por los vecinos que objeten el que las vías sean construidas en sus terrenos. Para sobreponerse a tal oposición requerirás influencia en el gobierno para obtener las necesarias expropiaciones."
http://www.boardgamegeek.com/boardgame/39927



dreamwithboardgames News: Last Train To Wensleydale - Treefrog
"Este será o segundo juego de ferrovías da Treefrog - Martin Wallace.

O objectivo do juego vai ser transportar o máximo de piedra, queso, e vários pasajeros, desde as colinas de Yorkshire até às líneas do “North Eastern Railway” e o “Midland Steam”, duas importantes compañías de ferrovías da época. Los valles desempenham um papel importante no ditar onde podes construir os raíles. Depois de teres construído uma línea tens de adquirir máquinas em segunda mão para transportar bienes e pasajeros.

A construção do raíl pode também ser dificultada pelos residentes locais, que objectam que a línea de ferrovías seja construída nas suas terras. Para superar tal oposição recorres à influência no governo para arranjar as necessárias ordens de compra compulsivas. O juego é para três a quatro jugadores e demora entre 60 a 90 minutos. O nível de complexidade é similar ao Tinners' Trail.

A mecânica principal é o sistema de subasta, que é um pouco parecida con a do juego Amun Re.
Uma ficha de influência é atribuída, de forma aleatória, a cada uma das ocho cajas de influência. Estas já têm entre duas e três fichas de influência impressas. Há quatro formas de influência. Podes ter influência con as outras compañías de ferrovías para permitir que compres convoyes em segunda mão, (a tua compañía é demasiado pequena para ter os seus próprios engenheiros). Quanto mais influência, melhor o convoy que podes obter. Los convoyes são usados para transportar pasajeros e as bienes, assim, não obter tal influência é realmente muito mau. Há sempre a possibilidade de converteres três puntos de influência em um punto de convoy.

O segundo tipo de influência é a influência no governo. Quando cada jugador tem essa influência, determina a ordem de construção do raíl. Também precisas de gastar um punto de influência do governo para comprar compulsivamente a terra de um residente local. As duas últimas formas de influência são no “Midland Steam” e “North Eastern Railway”. Para poderes construir uma das suas estações, precisas de despender um punto de influência. Também podes despender influência para eles assumirem o controlo do teu raíl. Los jugadores licitam por influência con cubos de investimento, recebes 12 deles por jogada, um máximo de 15 no total. Tens de licitar em dois conjuntos de influência.

Agora, os jugadores constroem o raíl. Pagas pelo raíl con os cubos que ainda tens contigo. Podes também converter quaisquer puntos de influência que tenhas em puntos para construção. Há três tipos de terrenos, campos abertos, valles, e altiplanos. O mapa é composto por retalhos destas áreas. Los campos abertos custam um punto para construir, os valles custam dois puntos. Não podes construir em áreas de altiplano. Quando constróis uma conexión, ela é posicionada através da borda de duas áreas. Uma borda só pode ter uma conexión a funcionar através dela. Podes construir tantos raíles, quantos os que quiseres, mas todos eles devem ser uma línea, podes fazer ramificações en una única construção. Tens de começar de uma localidad que pertença a “Midland Steam” ou “NER” ou en una localidad que já tenhas construído.

De seguida, os jugadores compram convoyes e transportam bienes. No início do juego o tablero do juego é llenado, aleatoriamente, con queso, piedra, e pasajeros. Los pasajeros são rojos, verdes, ou blanco. Los pasajeros rojos desejam viajar para uma localidad MS, pasajeros verdes desejam viajar para uma localidad NER. Los pasajeros blancos não são realmente pasajeros, eles são os proprietários de terra, que não querem que construas nas suas terras. Há uma variedade de convoyes disponíveis, cada um capaz de transportar cantidades diferentes de pasajeros e de bienes. Tu pagas para usar um convoy con puntos de influência de convoy, o custo varia, dependendo do tamanho do convoy. Cada tipo de convoy só pode ser usado por um jugador. A ordem para seleccionar os convoyes e para transportar as bienes é determinada por quantos puntos de influência de convoy que cada jugador tem.

Depois dos jugadores reivindicaram bienes e pasajeros, calculas o lucro e a perda. Cada piedra vale £2, o queso e os pasajeros valem £1. Subtrai deste total £1 por cada conexión de raíl que tens no tablero do juego. Anota isso, ao mesmo tempo que o juego prossegue, como nenhuma nova mercadoria ou passageiro são adicionados, os raíles que funcionem con as áreas vazias serão um entrave nos teus lucros. Fazes as marcações quando o teu lucro sobe ou desce no raíl do lucro e da perda. Não recolhes nenhum dinheiro actualmente por isso, porque a quantidade de dinheiro envolvido é muito menor do que as somas do investimento empatado na construção do raíl. Contudo, no final do juego adicionas ou subtrais o teu nível actual de lucro aos teus puntos de vitória.

Agora, os jugadores podem ter uma das duas grandes compañías a assumir o controlo dos seus raíles. Despendendo um punto de influência no MS ou no NER permite que essa compañía tome o controlo de duas das tuas conexiones. Só podes ter um conjunto de conexiones, tomada en una jogada, e devem formar uma única línea, terminando en una localidad nomeada. Observa que quaisquer localizações que forem conectadas ao MS ou ao NER tornam-se disponíveis para todos os jugadores para construírem.

O juego termina depois de quatro jogadas con quatro jugadores ou cinco jogadas con três jugadores. Pontuas um punto por cada mercadoria e passageiro que tenhas removido do tablero. Pontuas um bónus de dois puntos por cada conjunto completo de piezas, isto é, um queso, uma piedra, um passageiro rojo e um passageiro verde. Assim, tu és recompensado por teres um conjunto equilibrado de piezas."
http://dreamswithboardgames.blogspot.com/2009/05/last-train-to-wensleydale-treefrog.html

Comentario de un jugador - Comments for Last Train To Wensleydale | BoardGameGeek

"Versión final jugada en la Birmingham Expo 2009

El terreno (montañas y valles) dictan donde pueden disponerse los tramos y las dos principales ferroviarias necesitan comprar tus tramos en un novedoso e interesante sistema. Necesitas mantener influencia sobre estas dos compañías, tener suficiente capacidad para construir vías y lidiar con quienes protestan por la expansión.

Realmente me gusta la necesidad de hacer adquisiciones, el sistema de subasta para una mayor influencia, y el uso de diferentes trenes para transportar pasajeros y carga. otro sistema ingenioso proveniente de un diseñador a la altura de sus capacidades. "
http://www.boardgamegeek.com/collection/items/boardgame/39927?comment=1

Decisión actual: observar con escepticismo. En 60 minutos no creo que un juego de trenes deje mucho, comparado con el AoS y sus múltiples tableros, siempre disponibles para explorar.
La gráfica no ayuda en nada.

No hay comentarios.: